Redes Sociais em tempo real

Diretoria

RENATO VALENTIM

Renato Valentim é empresário internacional e fã de esportes.

Os sucessos empresariais de Valentim incluem o co-fundador e CEO da organização de futebol Boston City FC, sendo um desenvolvedor imobiliário internacional e sendo um dos proprietários da bem sucedida cadeia de restaurantes Tavern in the Square. Estes sucessos demonstram como o trabalho duro e a ambição do Sr. Valentim transformaram seus sonhos em realidades.

O Sr. Valentim nasceu em 1970 e foi criado em Minas Gerais, Brasil. O empresário e restaurador é o mais velho de cinco filhos. Durante sua adolescência, o Sr. Valentim trabalhou para seu pai depois da escola. Com a idade de dezoito anos, o empresário Valentim percebeu que podia ganhar mais dinheiro trabalhando com seu pai do que para ele. Essa percepção levou o Sr. Valentim a pedir corajosamente a seu pai uma parte da empresa. O pai do Sr. Valentim demitiu o Sr. Valentim, alegando que ele estava sendo muito ambicioso para alguém tão jovem. O Sr. Valentim contudo estava determinado provar seu pai errado. Pouco depois dessa conversa, o Sr. Valentim começou a trabalhar para uma das maiores empresas de distribuição de alimentos do Brasil. Com a idade de vinte e quatro, ele tinha trabalhado sua maneira até se tornar o gerente financeiro da empresa. Motivado para ser bem sucedido, a natureza empreendedor de Valentim o levou a abrir seu próprio negócio. Funcionou esse negócio por cinco anos, expandindo em dois locais. Isso foi até ele se mudou para os Estados Unidos da América.

Apesar de não saber inglês, Valentim foi levado a buscar novas oportunidades, então deixou uma vida confortável no Brasil com apenas US $ 200 no bolso e mudou-se para Boston, Massachusetts em 20 de janeiro de 1998. O Sr. Valentim estava determinado a fazer algo De si mesmo nos Estados Unidos, ficar apenas cinco anos, e depois voltar para o Brasil. O Sr. Valentim sabia que, se trabalhava duro e dedicava longas horas, estava destinado ao sucesso. Dentro de dez dias de chegar em Boston, Valentim tinha um trabalho trabalhando como uma máquina de lavar louça nightshift no Boston Beer Garden restaurante e começou a frequentar a escola para aulas de Inglês.

Sempre esforçando-se para melhorar, o Sr. Valentim continuou a empurrar e educar-se. Ele foi levado a escalar as fileiras da indústria de restaurantes. Em 2003, o Sr. Valentim tinha treinado como bartender e servidor, frequentando a Escola de Artes Culinárias de Cambridge, onde recebeu seu primeiro diploma americano, e tomou classes de escola de negócios. Em última análise, o trabalho duro do Sr. Valentim valeu a pena e ele se tornou o gerente do Boston Beer Garden restaurante.

Começar uma vida em um novo país é um desafio. O Sr. Valentim perseverou e tornou-se estável financeiramente. Depois de construir suas economias, Valentim cumpriu outro de seus sonhos: comprar uma casa em Boston. Valentim se apaixonou pela América e pela cultura americana. Embora tivesse planejado voltar ao Brasil, Valentim decidiu ficar e aproveitar a vida que construíra nos Estados Unidos. Valentim sabia que estava à beira de um sucesso ainda maior e estava pronto para receber mais oportunidades.

Em 2004, depois de reconhecer a perspicácia de negócios e crescimento do Sr. Valentim na indústria de restaurantes, um dos patrões de Valentim lhe pediu para ser um parceiro em um novo restaurante chamado Tavern in the Square. Tavern in the Square abriu em novembro de 2004, na Praça Central, Cambridge, Massachusetts. Este local tornou-se o primeiro dos oito restaurantes Tavern in the Square. Atualmente, o Sr. Valentim é taverna no vice-presidente Square de Desenvolvimento de Negócios e Construção. Não surpreendentemente, o restaurante tem desfrutado enorme sucesso sob domínio do Sr. Valentim. A cadeia emprega mais de 1.000 pessoas e planeja expandir-se para os Estados vizinhos nos próximos anos.

Além de seus empreendimentos restaurante, Valentim tornou-se um investidor imobiliário proficiente. Ele fundou um negócio de desenvolvimento imobiliário e investimento em 2009. Esta empresa em rápido crescimento detém várias propriedades nos Estados Unidos e no Brasil.

O mais recente empreendimento comercial do Sr. Valentim é o Boston City FC. Como todo jovem brasileiro, o Sr. Valentim adorava futbol, ​​futebol americano. Em abril de 2015, o Sr. Valentim fez parceria com Palhinha, ex-jogador de futebol profissional brasileiro para criar uma equipe de futebol profissional e uma academia de treinamento. A visão do Sr. Valentim era criar uma organização que educasse e desenvolvesse o futebol, e com isto para desenvolver o trabalho em equipe e habilidades de liderança entre a juventude. Este novo empreendimento também tem como objetivo proporcionar entretenimento familiar acessível ao público e construir o amor de Boston pelo futebol. O Sr. Valentim espera construir um legado, e para que o Boston City FC seja reconhecido junto às outras grandes organizações esportivas de Boston.

PALHINHA

O treinador da Boston City FC, Palhinha, levou os Leões aos playoffs do NPSL na temporada inaugural do clube. Ele fez 16 aparições e marcou 5 gols para a lendária seleção brasileira, tendo ajudado sua equipe do clube São Paulo a conquistar dois prestigiosos títulos da Copa Libertadores.

Palhinha venceu dois campeonatos da Copa do Mundo de Clubes, derrotando o FC Barcelona e o AC Milan da Itália, com Palhinha o primeiro a marcar para São Paulo nesse jogo, e mais tarde com Cruzeiro, uma equipe de seu estado natal, ele ganhou outro Libertadores da América, Foi seu terceiro campeonato sul-americano.

Em 2006 Palhinha aposentou-se como um jogador para estudar a gestão desportiva e começou a gerir clubes de futebol pouco depois. Em 2011 ele treinou com uma academia de futebol com sede na Califórnia por três anos, antes de se mudar para Massachusetts para ajudar a formar Boston City Football Club.

Aos 10 anos de idade, ele se mudou para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, devido ao trabalho de seu pai, e no bairro de Venda Nova fez muitos novos amigos jogando futebol nas ruas de seu bairro. Lá, como muitos jogadores brasileiros famosos, chamou a atenção do treinador principal do plantel juvenil da Venda Nova Futebol Clube.

Ao jogar para a Venda Nova Futebol Clube, Palhinha começou a jogar em jogos preliminares ao lado do pelotão adulto, onde chamou cada vez mais a atenção para o ponto onde aos 13 anos foi oferecido um contrato pela Associação Esportiva Santa Tereza, outro futebol Equipe de Belo Horizonte. Ele se destacou tanto de outras crianças de sua idade que ele foi selecionado para jogar para a equipe de futebol regional juvenil. Um diretor da America Futebol Clube (MG) convidou-o para jogar para a equipe na capital e assim, em menos de um ano, ele se tornou um jogador de futebol profissional aos 16 anos.

Durante cinco anos, de 1986 a 1991, ele exibiu as cores da América Futebol Clube, onde construiu seu nome e carreira como jogador de futebol no estado de Minas Gerais e ganhou o prêmio Player of theYear, foi o melhor goleador, foi nomeado Rookie Do ano, meio-campista do ano e mais valioso jogador do ano. Ele venceu o Troféu Guarda, que é mantido no estado de Minas Gerais, que é um dos elogios mais importantes para os jogadores de futebol profissional no Brasil.

Em janeiro de 1992, foi negociado no São Paulo Futebol Clube e, no final de maio daquele ano, já era um jogador cobiçado, sendo o principal goleador com 7 gols no Libertadores da América, tendo ajudado a equipe a vencer o estado campeonato. Essas performances foram recompensadas com um contrato de longo prazo.

Nesse mesmo ano, juntamente com o São Paulo Futebol Clube, começou a acumular vários campeonatos como Recopa Sulamericana, Super Copa Sulamericana e Torneio Ramon de Carranza e Tereza Herrea, que jogaram na Espanha. Ele foi selecionado para jogar pela seleção brasileira 16 vezes, marcando 5 gols que ele participou no US CUP jogado nos Estados Unidos, a Copa América, e as preliminares para a Copa do Mundo 1994 FIFA.

Durante quatro anos jogando para São Paulo, Palhinha venceu dois campeonatos da Copa do Mundo de Clubes. Em 1992, São Paulo venceu o FC Barcelona por 2 a 1 e, em 1993, derrotou o AC Milan, por 3-2, com Palhinha, o primeiro a marcar para São Paulo nesse jogo. Também em 1992 e 1993, levou São Paulo a dois prestigiosos títulos da Copa Libertadores.

Em janeiro de 1996 foi transferido para o Cruzeiro, uma equipe de seu estado natal, Minas Gerais. Voltando ao seu estado natal com o clube ganhou outro Libertadores da América, que foi seu terceiro campeonato sul-americano.

Mais tarde, em sua carreira, ele jogou para mais equipes de clubes internacionais no Peru, Espanha e Arábia Saudita. Ao longo de toda sua carreira profissional ele coletou um total de 31 campeonatos e muitos troféus individuais.

Dos 31 títulos conquistados ao longo de sua carreira os mais importantes para Palhinha são: 3 Copa Libertadores da América, 2 Copas do Mundo de Clubes no Japão, 2 campeonatos estaduais em São Paulo, 3 campeonatos estaduais em Minas Gerais, 1 campeonato estadual em Rio Grande do Sul, e 2 Torneio Sul Minas.